Televendas (62) 3242-1022 - Goiânia - Go - Brasil
Reportagens na mídia - Brazil Electric

‘Veículo’ gasta um centavo por quilômetro rodado

Bicicleta elétrica, desenvolvida por empreendedor goiano, não polui o ambiente e roda 35 quilômetros com uma carga de R$ 0,35

Anna Canêdo - Goiânia

 

Em tempos de trânsito caótico e quando a ordem do dia é não poluir, poupando o meio ambiente, a bicicleta elétrica pode se tornar uma excelente opção para distâncias mais curtas. Fruto da união entre a bicicleta comum e um motor de tecnologia brushless, que não exige manutenção e possui uma vida útil de 5 anos, a invenção é candidata ao sucesso. Por não utilizar combustível fóssil (o motor funciona com bateria de lítio, recarregável) a ‘e-bike’, como é conhecida, não emite qualquer tipo de poluição. Comercializada pela Brazil Electric Sports e Bike, com sede em Goiânia, a invenção é vendida em toda a América Latina, com foco nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, por meio de uma loja on line.

“Minha história de amor com as bikes vem de longe, de quando ainda tinha muito cabelo na cabeça. Desde criança, as bicicletas sempre foram minha diversão”, conta o idealizador do projeto, Marlos de Souza. “Quando fiquei mais velho, o que mudou foi a qualidade da bicicleta, mas sempre mantive o hábito de pedalar, por prazer e por esporte”, completa. Segundo Marlos, a idéia da bicicleta elétrica surgiu a partir da vontade de aperfeiçoar os modelos já existentes. “Queria um design mais funcional, já que os modelos disponíveis no mercado eram pouco eficientes do ponto de vista mecânico e ainda não ofereciam garantia de ser um veículo 100% ecológico”. Ele garante que o modelo produzido por sua empresa é mais viável para a utilização no dia-a-dia. “Desenvolvemos um sistema totalmente diferente dos demais, inserindo a força do motor (sistema brushless, que oferece alta eficiência) diretamente na corrente da bicicleta, diferente do que era feito nas gerações anteriores de bicicletas elétricas”, completa.

Desde que Marlos montou a primeira e-bike, para uso particular, os amigos (e depois os amigos dos amigos) conheceram e também se apaixonaram. Nasceu, assim, a Brazil Electric, que depois de dois anos de protótipos e desenvolvimento começou a ser comercializada. “Há mais de um ano vendemos kits para a montagem de e-bikes”, conta. Ele diz que o foco de seu negócio é a comercialização do kit que transforma uma bicicleta comum em um veículo elétrico e pode ser instalado em qualquer modelo, mas que também oferece a bicicleta montada, caso o cliente prefira. O valor varia de R$ 1.700,00 o kit completo até R$ 2.490,00 uma bicicleta montada.

O kit contém um motor magnético, parafusos e suportes para fixação, pé de vela com centro e roda livre, um protetor de corrente, acelerador de punho, um conjunto de baterias com o carregador e uma bolsa de nylon para armazenamento das baterias. Junto com o kit, vendido pela Internet, é enviado um manual de instrução detalhado para montagem, simples e rápida, que pode ser feita pelo próprio cliente ou um mecânico de confiança.

Desempenho e economia

A inserção do motor no veículo, que já possui pedal, torna a bicicleta um meio de transporte híbrido. O kit mantém o câmbio traseiro funcionando normalmente. A força gerada pelo motor entra na corrente, mesmo ponto que a força gerada pelo ciclista, o que possibilita que a bike funcione 100% a pedal ou 100% elétrica, ou ainda qualquer combinação pedal/elétrico que o usuário desejar. “O kit tem a força, na prática, de duas pessoas. Caso o usuário esteja disposto a pedalar, andará muito mais rápido e ainda aumentará a autonomia da bicicleta. Em uma subida, por exemplo, caso queira mais velocidade, pode-se pedalar, o que vai gerar maior eficiência”, explica Marlos.

A bateria de lítio, que pesa 5,8 kg, é carregada dentro de 6 a 8 horas, dependendo da quantidade de carga restante. A bateria pode receber nova carga a qualquer momento. Não é necessário esperar sua descarga completa. Sua autonomia é de 30 a 40km, dependendo de fatores como peso do ciclista, da bike e o percurso, entre outros. Segundo o idealizador da e-bike, para poupar a carga da bateria é aconselhável que o condutor utilize os pedais nas arrancadas e nos trechos de maior aclive.

Uma das grandes vantagens da e-bike, de acordo com seu inventor, é a economia. Segundo ele, o custo do quilômetro rodado sai por R$ 0,01, o que representa pelo menos dez vezes menos que o de uma motocicleta comum. Para ele, a conta é simples: a carga da bateria de lítio, que fornece energia ao pequeno motor magnético, custa aproximadamente R$ 0,35 e garante uma autonomia de 35 a 40 quilômetros. Outra grande vantagem é que, caso o cliente queira trocar de bicicleta, pode desinstalar o kit e utilizá-lo normalmente na nova. “Quem tiver interesse em conhecer o produto, pode entrar em contado conosco para realizar um test-drive em uma bicicleta com o kit já instalado”, convida Marlos.

Fonte: http://www.sebraego.com.br/site/site.do?idArtigo=3430

Marlos de Souza: “Minha história de amor com as bikes vem de longe, desde quando ainda tinha muito cabelo na cabeça”
A e-bike é vendida em toda a América Latina, com foco nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, por meio de uma loja on line
Segundo Marlos, a idéia da bicicleta elétrica surgiu a partir da vontade de aperfeiçoar os modelos já existentes
Fruto da união entre a bicicleta e um motor elétrico, a e-bike tem autonomia de 30 a 40km
Interessados em conhecer o produto podem agendar um ‘test-drive’
 
Av. 2ª Radial Nº 364 Qd. 119 Lt. 05 - Setor Pedro Ludovico | CEP: 74.820-090 | Fone: (62) 3242-1022 - (62) 3093-3943 - (62) 3093-4618 - | Goiânia - Goiás - Brasil | contato@bicicletaeletrica.com.br